Guia oficial da alimentação para quem vai morar sozinho

Morar sozinho não é nada fácil. São muitas coisas para fazer que antes nem fazia ideia que existia! Vários boletos, diversas partes da casa que de fato precisam ser limpas, a questão das roupas e no meio de toda essa lista tem a alimentação. A gente pode até ignorar um canto bagunçado ou outro, mas a fome não tem jeito. Se você é novo nessa vida, aqui vai um guia de como proceder para não morrer desnutrido:

1. Sentir fome

Para te darmos a solução, é preciso que você tenha um problema. Então, assim que sentir fome, considere os seguintes pontos:

  • Tem algo pronto em casa?
  • Moro perto de algum familiar próximo em que possa filar uma refeição?
  • Estou disposto a comer comida congelada ou miojo?
  • Sou uma planta e, portanto, só preciso de luz e água para completar a fotossíntese?

Se as respostas para essas perguntas forem “não”, o senhor tem um problema. Agora que este ponto está resolvido, segue a lista que é sucesso.

2. Aprenda a fazer o básico

O básico não precisa ser necessariamente arroz e feijão, se a madame não gosta de arroz e feijão. Aprenda a fazer o seu básico. Coisas que você realmente precisa comer com uma certa frequência na semana. O importante é ter umas duas receitas na manga. Para isso, a internet é bem rica. Diversos blogs vão te ensinar a fazer o básico do básico.

3. Vá às compras

Depois que souber fazer o essencial e tiver uma ideia do que precisa ter para os preparos, vá às compras. A dica aqui é levar uma lista, além de lembrar o que tem que comprar, vai notar que vai deixar de comprar itens desnecessários em sua cozinha, e, consequentemente, economizar dinheiro.

4. Assista a programas de culinária

Assim, dificilmente você vai precisar usar um maçarico ou um termorregulador em casa. Mas, ainda assim, dá para tirar bons ensinamentos dos programas de culinária. Primeiro deles: é possível fazer pratos elaborados em menos de uma hora! Ou seja, se a sua grande questão em relação a cozinhar for o tempo, procure outra desculpa.

5. Não tenha medo de errar

Aprimoramento é assim mesmo. Às vezes a gente acerta muito, e às vezes erra. Se quiser tentar algo diferente, tente! Pode ser que fique maravilhoso. A culinária é extremamente interessante nesse sentido. Então pode arriscar com os temperos, brincar com as texturas e misturar ingredientes à vontade!

6. Use redes sociais

Mas não as use apenas para postar seus pratos! Existe uma série de pessoas que postam conteúdos superbacanas de culinária! Se você é fitness, vegano, segue dieta paleolítica, low-carb, não importa: vai ter alguém em algum lugar do mundo postando várias receitas com inúmeras dicas.

7. Permita-se pedir pelo delivery de vez em quando

 

Existem diversos motivos para pedir por delivery. Já falamos sobre isso. É uma regalia que compensa e muito! Basta ligar, ou pedir online e a louça para lavar é mínima. Considere essa opção. Você merece <3

Deixar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*